Acesse Nossas Matérias

SEIFA- Seu Seminário Teológico

SEIFA- Seu Seminário Teológico
SEIFA- Seu Seminário Teológico

FAÇA TEOLOGIA CONOSCO!!!

SOMOS CREDENCIADOS PELA FACULDADE FAIFA (POR INTERMÉDIO DO SEMINÁRIO SEIFA), AMBOS INSTITUIÇÕES DE ENSINO LIGADOS À CONAMAD (CONVENÇÃO NACIONAL DOS MINISTROS DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL - MINISTÉRIO DE MADUREIRA). O SEMINÁRIO SEIFA FAZ PARTE DA FACULDADE FAIFA (INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR - PORTARIA Nº 3249 / 2002, CONFORME DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, DATADO DE 28 /11 / 2002) E, POR ISSO, NOSSAS HORAS SÃO APROVEITADAS PARA FINS DE CARREIRA ESTUDANTIL COMO HORAS EXTRAS CURRICULARES, PODENDO SER APROVEITADAS EM OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR. MAIORES INFORMAÇÕES, ENTRE EM CONTATO CONOSCO E TEREMOS IMENSA SATISFAÇÃO DE FORNECER-LHE MAIORES INFORMAÇÕES. OBSERVE ATENTAMENTE O FOLDER / PANFLETO ACIMA E TIRE SUAS DÚVIDAS!!! Pastor GESSE JAMES LUCENA LIMEIRA (082 - 9 8863 2238 / 9 9940 2511)), PROFESSOR DE TEOLOGIA

PAGAMENTO DIGITAL SEGURO

sábado, 28 de novembro de 2015

U R G E N T E – Novo Projeto de Lei que muda os padrões de família é apresentado no Congresso e Jean Wyllys será o relator




Notícias gospel – Depois que a Comissão Especial da Família na Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 6583/13, de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), ao qual institui o padrão de família somente entre homem e mulher excluindo homossexuais dos padrões de familiares, alguns deputados da esquerda já iniciaram um novo levante para tentar anular o projeto aprovado na comissão da câmara.

O deputado federal Orlando Silva do PCdoB – SP, protocolou na câmara dos deputados um novo projeto que modifica completamente o projeto anterior em que excluiu os homossexuais dos padrões de família, sobre o tema Estatuto das Famílias do Século XXI.

projeto de lei 3369/2015 traz um novo texto onde classifica os núcleos familiares de forma totalmente diferente do projeto anterior. Em seu texto, o deputado cita que a proposta leva em conta a nova realidade social e estabelece princípios mínimos para a atuação do Estado em matéria de relações familiares.
O projeto de lei foi protocolado no dia 21 de outubro e de acordo com o texto, “as famílias hoje são conformadas de amor, da socioafetividade, aos quais são critérios verdadeiros para que as pessoas se unam e formem um núcleo familiar”. O projeto ainda prevê que o “Estado devera reconhecer qualquer forma digna e amorosa de reunião familiar, não importando os critérios de gênero, orientação sexual, consangüinidade, religiosidade, raça ou qualquer outro método que esteja de acordo com a vontade das pessoas”.

Em prática, o projeto visa que o Estado, tem que reconhecer qualquer união familiar, e isso interferira diretamente nos padrões da sociedade, tanto civil, quanto eclesiástica, sabendo que o Brasil é um país laico, o estado é soberano diante das religiões.

O projeto foi para a Comissão dos Direitos Humanos da Câmara, onde foi escolhido o deputado Jean Wyllys PSOL-RJ como relator do projeto, ou seja, o líder dos movimentos LGBTs é que dirá, se o projeto deve ou não ser aprovado pelo congresso, e ainda o mesmo deputado poderá colocar mais alguns textos de sua autoria como forma de emenda ao projeto.

Parece que vem nova batalha pela frente, depois da bancada evangélica e católica ter derrubado o PL 122, agora precisara lutar contra o PL 3369/2015.

Divulguem e compartilhem a matéria e deixem suas opiniões.


André Santos

arsantos365@gmail.com


FONTE: http://padom.com.br/u-r-g-e-n-t-e-novo-projeto-de-lei-que-muda-os-padroes-de-familia-e-apresentado-no-congresso-e-jean-wyllys-sera-o-relator/

Nenhum comentário:

Postar um comentário