Acesse Nossas Matérias

SEIFA- Seu Seminário Teológico

SEIFA- Seu Seminário Teológico
SEIFA- Seu Seminário Teológico

FAÇA TEOLOGIA CONOSCO!!!

SOMOS CREDENCIADOS PELA FACULDADE FAIFA (POR INTERMÉDIO DO SEMINÁRIO SEIFA), AMBOS INSTITUIÇÕES DE ENSINO LIGADOS À CONAMAD (CONVENÇÃO NACIONAL DOS MINISTROS DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL - MINISTÉRIO DE MADUREIRA). O SEMINÁRIO SEIFA FAZ PARTE DA FACULDADE FAIFA (INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR - PORTARIA Nº 3249 / 2002, CONFORME DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, DATADO DE 28 /11 / 2002) E, POR ISSO, NOSSAS HORAS SÃO APROVEITADAS PARA FINS DE CARREIRA ESTUDANTIL COMO HORAS EXTRAS CURRICULARES, PODENDO SER APROVEITADAS EM OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR. MAIORES INFORMAÇÕES, ENTRE EM CONTATO CONOSCO E TEREMOS IMENSA SATISFAÇÃO DE FORNECER-LHE MAIORES INFORMAÇÕES. OBSERVE ATENTAMENTE O FOLDER / PANFLETO ACIMA E TIRE SUAS DÚVIDAS!!! Pastor GESSE JAMES LUCENA LIMEIRA (082 - 9 8863 2238 / 9 9940 2511)), PROFESSOR DE TEOLOGIA

PAGAMENTO DIGITAL SEGURO

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Entendes o que lês?

Há alguns anos (20 anos para ser mais preciso), entro em salas de aula para trabalhar interpretação de texto. Os meus alunos vão desde o Ensino Fundamental, passando pelo EJA, até alunos já com algum curso superior ou de outras línguas e culturas. E confesso que não é nada fácil.
Ler, compreender, interpretar e explicar a outro aquilo que foi lido são os grandes desafios que têm impingido derrota à Escola brasileira nas últimas décadas.
O Brasil aparece em rankings mundiais de leitura (aqui) sempre nos últimos lugares, atrás até mesmo de países como o Irã e o Uruguai. Outros relatórios mundiais, como o Pisa, colocam o país na 55ª posição do ranking de leitura, abaixo de países como Chile, Uruguai, Romênia e Tailândia!
Obviamente, como interpretação é tudo, não só a disciplina de português, mas todas as demais também naufragam nesse oceano de símbolos, signos e códigos. Veja a última aqui:  pouco mais de 56% dos estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas não conseguem, por exemplo, sequer ler as horas!
Por tudo isso e muito mais, não é de surpreender que o MEC assine o próprio atestado de incompetência, quando divulga tragédias como a de que uma em cada cinco crianças de oito anos não sabe ler frases (veja aqui). O que me intriga é ver que ninguém percebe que as informações não publicadas são muito mais estarrecedoras do que essas que vêm a público.
O que nunca está dito nessas reportagens é sobre o imenso número daqueles que até sabem ler (pois isso é uma atividade mecânica), mas não compreendem o que leem: são aqueles “leitores” que não entendem que há significado no texto. E, só para piorar, se eu ainda somar esses que leem, mas não entendem, aos que não conseguem comunicar ao outro a informação lida, como é que ficariam essas tais estatísticas?
Viu agora como o problema da leitura no Brasil é muito pior do que o que vêm a público?
Na maioria das escolas brasileiras, faça a experiência você mesmo, temos crianças no quinto ano do Ensino Fundamental que, lendo bem, ao serem chamadas a explicarem o que leram, hesitam e não dão conta.  A consequência disso é uma Escola que “vai passando” esse aluno de ano até que o êxodo universitário seja outro índice vexatório entre nós.
Graças a Deus por vivermos num sistema capitalista em que o mercado nos livra de sermos obrigados a nos submeter aos péssimos profissionais que foram “formados” por faculdades que “baixaram” o nível de exigência para mascarar o fracasso de nossa educação.  E os que não tem outra solução a não ser aceitar a “imposição democrática” da prestação de serviços estatais de saúde e educação?
O que quero neste artigo é chamar a sua atenção para as consequências danosas de uma Igreja que não lê e eu não estou aqui me referindo apenas à leitura da palavra escrita, mas até mesmo à compreensão de textos orais e visuais. Eu estou falando de interpretação. Portanto, entre esses que leem, mas não entendem, como esperar que preguem com fidelidade? Lembrou de alguma coisa? Eu lembro do texto de Romanos:
Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: “Como são belos os pés dos que anunciam boas novas!” (Romanos 10:14,15).
O fato é que a Igreja precisava investir mais nas ovelhas e nos pastores que não têm entendido o que leem. Somos o “povo do Livro”, mas, vergonhosamente, muitos sequer leem o Livro. E, quando leem, leem mal. E entre esses que leem mal  estão os que vão sair para evangelizar. Assim, não é de surpreender que milhares no Brasil têm sido engolidos pelos falsos mestres, lobos vorazes de ovelhas que não conseguem examinar suas próprias Bíblias (Atos 17:11) .
Antigamente, havia denominações evangélicas no Brasil que, ao lado da Igreja que plantavam, erguiam um hospital e uma escola para atingir a sua comunidade. Hoje em dia – um escândalo! – boa parte das novas igrejas sequer oferece Escola Bíblica Dominical e aquelas que oferecem, infelizmente, encontram-se vazias…
Num país com tão graves problemas educacionais, é óbvio que a Igreja também seria atingida. Acredito que é responsabilidade da Igreja – responsabilidade minha e sua – ajudar as ovelhas (e pastores) para que todos possamos aprender a ler e escrever melhor. A Igreja precisa (re)assumir a sua missão educacional.
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores
e não refletem, necessariamente, a opinião do Gospel Prime.
FONTE: http://artigos.gospelprime.com.br/entendes-o-que-les/

Nenhum comentário:

Postar um comentário